Papa desafia católicos a ser «testemunhas da bondade do Senhor»

thumb image site 2019-10-16 audiencia geralCidade do Vaticano, 16 out 2019 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que os católicos devem ser “testemunhas da bondade do Senhor”, sem impedir a ninguém o encontro com Deus. Francisco falava durante a audiência pública semanal, que levou milhares de pessoas à Praça de São Pedro, evocando a celebração da festa litúrgica de São Lucas, a 18 de Outubro.

“São Lucas é o evangelista que melhor revela o coração de Jesus e a sua misericórdia. Que esta data ajude todos a redescobrir a alegria de ser cristãos, testemunhas da bondade do Senhor”, apelou. Durante a sua reflexão inicial, o Papa questionou os presentes se são “impedimento para o encontro com Deus”, por parte dos outros, numa intervenção que teve como tema “Deus não faz diferença entre pessoas”. Francisco centrou-se no livro bíblico dos Actos dos Apóstolos, que relata os acontecimentos que se seguiram à ressurreição de Jesus e a primeira missionação cristã, “acompanhada pela suprema criatividade de Deus que se manifesta do forma surpreendente”. “O Senhor deseja que os seus filhos superem qualquer particularidade para se abrirem à universalidade da salvação. Este é o objectivo, pois Deus quer que todos sejam salvos”, declarou.

O Papa destacou que uma visão divina levou o apóstolo Pedro a deixar de avaliar as pessoas com as categorias de “puro e impuro”, nas suas categorias religiosas judaicas, indo “além do costume, além da lei”. “Como nos comportamos com os nossos irmãos, sobretudo com aqueles que não são cristãos. Somos um empecilho para o encontro com Deus? Somos um obstáculo para o seu encontro com o Pai ou facilitamo-lo?”, questionou. No final de encontro, Francisco saudou os peregrinos de língua portuguesa, pedindo orações por si. “Que as vossas famílias se reúnam diariamente para a oração do terço, sob o olhar da Virgem Mãe, para que nelas não se acabe jamais o óleo da fé e da alegria, que brota da vida dos seus membros em comunhão com Deus”, desejou.

OC